sábado, 26 de setembro de 2009

Tic-tac..


Voltarei a Publicar - ''Eu voltarei!"

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

CLUB ATLÉTICO BOCA JUNIORS


O Club Atlético Boca Juniors, ou simplesmente Boca Juniors, é o mais popular clube do futebol argentino.
Seu maior rival: O Boca tem uma tradicionalíssima rivalidade com o River, e os jogos entre as equipes, além de serem muito disputados, atraem a atenção de muitos fãs do futebol naArgentina e no resto do mundo, clássico este conhecido como Boca x River ou "El Superclásico" . Além do River, o Boca também rivaliza com Independiente, Racing e com o San Lorenzo.

Além da exponencial figura de Carlos Bianchi, pode-se mencionar, da equipe atual, a Juan Román Riquelme, Roberto Carlos "Pato" Abbondanzieri , Martín Palermo (maior goleador de todos os tempos do clube), Rodrigo Palacio, Jesús Dátolo, Fernando Gago e Cata Díaz. Federico Insúa,Guillermo Barros Schelotto ,Nicolás Burdisso e Carlitos Tevez são ídolos recentes que deixaram o Boca e rumaram para o futebol europeu. De outras épocas, destacam-se Gabriel Batistuta, Óscar Córdoba , Claudio Caniggia, Rattin, Hugo Gatti, Blas Giunta, Silvio Marzolini,Alfredo Rojas, Navarro Montoya, entre outros. Acima de todos está a mitológica figura de Diego Armando Maradona , ídolo maior do futebol argentino e um dos grandes nomes da história do futebol argentino e mundial.

O Boca Juniors foi fundado em Buenos Aires em 3 de abril de 1905, numa década fundacional na que se criaram não menos de 300 clubes de futebol. Para então fazia quase quarenta anos que se praticava o futebol na Argentina e catorze anos desde a criação da união amadora, a mais antiga do mundo depois da inglesa. O primeiro clube argentino de futebol, o Buenos Aires Football Clube, foi fundado em 9 de maio de 1867, e em 20 de junho desse ano jogou-se a primeira partida. A primeira une amateur, a Argentine Football Association League, foi criada em 1891, ano em que se realizou em primeiro campeonato.
A fundação de Boca Juniors foi obra de cinco adolescentes, filhos de italianos e vizinhos de A Boca, bairro de trabalhadores imigrantes e forte identidade genovesa ("xeneize" em dialeto): Esteban Baglietto,Alfredo Scarpatti, Santiago Sana e os irmãos Juan e Teodoro Farenga. Baglietto, Scarpatti e Sana, eram parceiros na Escola Superior de Comércio (Carlos Pellegrini desde 1908), localizada então na rua Bartolomé Mitre 1364. Ali tinham como professor de educação física, ao irlandês Paddy Mac Carthy, um dos precursores do boxe em Argentina, quem também tinha sido futebolista e que inculcaba em seus alunos o valor do desporto, ao mesmo tempo que lhes ensinava as técnicas do boxeo e do futebol. O diretor do colégio, o professor Santiago Fitz Simon, foi um dos pioneiros na Argentina, na inclusión daeducação física e do desporto, como disciplina sistemática na educação dos jovens.Em 1888, o professor Santiago Fitz Simon, como diretor do Colégio Nacional de Correntes, foi o primeiro em Argentina em implementar o ensino da educacón física na escola.
Os três jovens levaram ao grupo de amigos do bairro, a proposta de criar um clube de futebol, à que aderiram imediatamente os irmãos Farenga. Na segunda-feira 3 de abril, depois de finalizadas as classes, os cinco adolescentes reuniram-se no singelo lar de Baglietto em Ministro Brin 1232 para concretar o projeto, mas o pai jogou-os da casa devido ao alborto que geravam os rapazs. Então os cinco cruzaram a rua para continuar a reunião na Praça Solís e nesse mesmo dia, num dos bancos do parque, fundaram um clube de futebol que chegaria a se localizar entre os mais prestigiosos do mundo. A seguir lembraram que Estéban Baglietto, um menor de idade, seria o primeiro presidente. Mas por essa mesma razão recapacitaron logo, e poucos dias depois tomaram a decisão de nomear presidente a Luis Cerezo.

Boca teve três ou quatro ''t-shirts'' dantes de adotar a definitiva, de cor azul com uma ampla banda amarela horizontal. Em sua página site o clube informa que existe uma versão, não verificada com certeza, que conta que a primeira t-shirt foi de cor rosa e que se utilizou só nos dois primeiros partidos. No entanto, reportagens feitas a fundadores e primeiros sócios coincidem em que a equipa adotou uma t-shirt de fundo branco com rayas verticais muito finas de cor negra, que confeccionó a irmã dos Farenga. Depois teve uma celeste, quiçá outra azul, e mais tarde uma de linhas finitas brancas e azuis.
Em 1907 Boca abandonou a t-shirt que tinha utilizado desde 1905. A tradição oficial relata que uma equipa do bairro de Almagro possuía uma casaca parecida e que, para resolver a qüestão, decidiram jogar a t-shirt num partido. Boca perdeu e deveu mudar as cores. Do fato não se encontraram provas documentales.
A eleição das cores definitivas da equipa foi deixada a esmo. Juan Brichetto, presidente do clube no ano anterior (o seria novamente em 1910-13), propôs adotar as cores da bandeira do primeiro navio ao que ele lhe desse passo ao dia seguinte; Brichetto era operador de um das pontes do porto.Juan Brichetto era o encarregado da ponte que cruzava a dársena do porto, à altura da rua Estados Unidos, entre os diques 1 e 2. A ele lhe correspondia girar a ponte para dar passo aos barcos que passavam de um dique ao outro. A maneira de cábala, Brichetto propôs eleger como cores definitivas do clube os da bandeira do primeiro navio que ao dia seguinte ele desse passo. O barco resultou ser sueco e foi assim que o clube adotou as cores azul e amarelo ("azul e ouro") da bandeira sueca. No entanto não foi essa a t-shirt definitiva, pois até 1913 Boca utilizou um desenho de fundo azul com uma faixa diagonal de esquerda a direita. Nesse ano o clube decidiu um novo desenho, que com poucas diferenças seria mantida em adiante: azul, com uma ampla faixa horizontal amarela ao médio.

O primeiro partido que disputou Boca, foi o 21 de abril de 1905; um amistoso contra o clube Mariano Moreno utilizando a indumentaria branca com atiras negras. O partido jogou-se na Dársena Sur e Boca impôs-se por 4-0, com dois gols de Juan Farenga, um de seu irmão José Farenga e outro de Santiago Sana.
O Boca Juniors ingressou ao campo com a seguinte formação: Esteban Baglietto (arqueiro, fundador e presidente), José María Farenga (fundador e tesorero), Santiago Sana, Vicente Oñate, Guillermo Tyler, Luis De Harenne, Alfredo Scarpatti (secretário), Pedro Moltedo (protesorero e capitão), Amadeo Gelsi (vice-presidente), Alberto Tallent e Juan Antonio Farenga (fundador e capitão geral).
Após vários amistosos, Boca Juniors começou a participar em unes menores: em 1905 inscreveu-se em une-a de Villa Lobos. Em 1906 inscreveu-se em une-a Central, ganhando a Copa Reformista, a mais antiga que possui o clube. Em 1907 participou de une-a Albión, também obtendo o certamen. Nesse mesmo ano actuou no torneio organizado pela Associação Porteña, na que também actuava o Universal de Montevideo, contra quem jogou seu primeiro partido internacional o 8 de dezembro de 1907, perdendo 0-1.
Durante muitos anos o clube se desenvolvió com as muitas carências características de um bairro operário, sobre a base do esforço voluntário de seus membros. O ata mais antiga que se conhece (20 de fevereiro de 1906) registra a seguinte anotación, demostrativa das carências, mas também do sentido do humor dos jovens dirigentes:
''O senhor Farenga diz que tendo conseguido um amigo para que teça a rede sem cobrar um sozinho peso, propõe que se reúna a soma de dinheiro necessária para comprar o fio, moção que é aceitada por todos, excepto por J. Brichetto, que doasse o material necessário. Cerezo doasse as agulhas para tecê-la e Pedro Sã trará um pedaço de rede que servirá para as circunstâncias. ''

Ao longo de toda sua história Boca encontraria em River Plate (1901) o seu rival clássico. As duas equipas formaram-se em A Boca e ambos reconheciam explicitamente sua herança genovesa. No caso de River, tomou as cores de sua casaca da bandeira de Génova. No futuro a cada confronto entre os dois principais equipas do futebol argentino paralisaria ao país, dividindo suas simpatias entre ambos, até atingir a categoria de "superclásico do futebol argentino". O clássico Boca-River foi considerado como um dos cinquenta melhores espetáculos esportivos do mundo.
O primeiro confronto oficial entre ambos equipas se concretó no torneio de Primeira Divisão de 1913, em campo de Racing, ganhando River 2-1. Anteriormente teve outros confrontos de caráter amistoso, mas os historiadores discrepan sobre datas e resultados. O historiador Diego Estévez sustenta que o primeiro Boca-River foi um partido amistoso jogado o 2 de agosto de 1908, no que Boca como local, venceu 2-1; do mesmo não se encontraram provas documentadas. O historiador Sergio Lodise sustenta que o primeiro Boca-River registrado em fontes escritas se produziu em 1912. O lugar Informe Xeneize afirma, sem precisar a data que o primeiro superclásico finalizou com uma empate 0-0 e uma grande trifulca entre os simpatizantes.

Tour pela Europa
Em 1925 Boca converteu-se na primeira equipa argentina em competir na Europa, jogando em Espanha (13), Alemanha (5) e França (1). Ganhou 15 encontros, perdeu 3 e empatou o restante, convertendo 40 gols a favor e recebendo 16 na contramão. Os partidos mais importantes de gira-a foram os dois triunfos contra o Atlético e o Real Madri, este último ante a presença do Rei de Espanha Alfonso XII. Ao regressar a Associação Argentina de Football entregou-lhe a Copa de Honra, em reconhecimento do lucro atingido em Europa.
Nessa oportunidade, a equipa foi acompanhada por um fanático boquense chamado Victoriano Caffarena, que financiou parte da gira, ajudou à equipa em tudo. Caffarena foi reconhecido como "Jogador Número 12", designação que desde então se adotaria para a "claque" de Boca.
O detalhe de gira-a é o seguinte:

Espanha: Celta de Vigo (3-1 e 1-3); Esportivo A Coruña (3-0 e 1-0); Atlético de Madri (2-1); Real Madri (1-0); Sociedade Gimnástica de San Sebastián (1-0); Real União de Irún (0-4); Athletic de Bilbao (2-4); Clube Atlético Osasuna (1-0); Espanhol de Barcelona (1-0 e 3-0) e Seleção de Barcelona (2-0)
Alemanha: Seleção de Munich (1-1); Combinado de Berlim (3-0); Leipzig Spiel (7 a 0); Seleção de Francfort (2-0) e Eintracht Frankfurt (2-0). França: Combinado Francês (4-2).

O Boca associou-se à Argentine Football Association em 1908, participando em segunda divisão até sua ascensão a primeira em 1913. Em 1919 teve um cisma na entidade organizadora, realizando-se dois torneios paralelos até 1926. Boca permaneceu na agora renomeada Associação Argentina de FootballA Argentine Football Association, foi renomeada em 1912 como Associação Argentina de Football. com outras cinco equipas, enquanto os restantes catorze associaram-se naAssociação Amateur de Football.A Associação Amateur de Futebol manteria uma une própria até 1926, quando ambas unes se fusionaron para criar a Associação Amateur Argentina de Football. O torneio de 1919 da Associação Argentina iniciou-se com as seis equipas que permaneceram nela (Boca, Furacão, Estudantes da Prata,Porteño, Heureca e Sportivo Almagro), mas foi interrompido devido às graves irregularidades que se registraram no mesmo, se declarando ganhador a Boca devido ao fato de que tinha sacado uma diferença indescontable sobre as demais equipas.História de Boca Juniors - Nosso primeiro campeonato ganhado Por sua vez, no torneio da Asocación Amateur foiRacing quem consagrou-se campeão nesse ano. Em 1920 Boca e River foram campeões em ambas unes.
A equipa voltaria a ganhar os torneios de seu une correspondentes a 1923, 1924 e 1926 (os campeões da outra nesses anos foram San Lorenzo, novamente San Lorenzo e Independente) e em 1930 ganhou seu primeiro torneio unificado, o último jogado pelo clube como amateur. Nesses anos Boca consolidou-se como um dos clubes mais populares do país, com figuras como o goleiro Américo Tesoriere ("a Glória"),desportista exemplar e ídolo sudamericano, Pedro Calomino, inventor de "a bicicleta" e primeiro grande ídolo boquense,Alfredo Garasini, seu primeiro goleador e jogador polifuncional que chegou a jogar nas onze posições e ser técnico no bicampeonato 1943-1944, e Roberto Cherro que jogaria até 1938, convertendo 221 gols em 305 partidos, máximo goleador da história de Boca.
Boca e River, com seis títulos a cada um, ganharam doze dos primeiros quinze campeonatos argentinos (os outros três foram pára San Lorenzo e duas vezes Independiente).
Boca ganhou o primeiro campeonato profissional do futebol argentino, realizado em 1931, seguido por San Lorenzo. Nesse campeonato a equipa jogou 34 partidos, ganhou 22, empatou 6 e perdeu 6, conseguindo um total de 50 pontos.

UNIFORMES:

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Futebol no Brasil..

Ficheiro:Footballbrasil1899.jpg


"Numa tarde fria de outono em 1895, reuni os amigos e convidei-os a disputarem uma partida de football. Aquele nome, por si só, era novidade, já que naquela época somente conheciam o críquete.

- Como é esse jogo? - perguntam uns.
- Com que bola vamos jogar? - indagavam outros.
- Eu tenho a bola. O que é preciso é enchê-la.
- Encher com o quê - perguntavam.
- Com ar.- Então vá buscar que eu encho."

Foi assim, que, de acordo com Charles Miller, o futebol começou no Brasil, numa entrevista dada à revista O Cruzeiro em 1952. Em 1895 houve o que é considerado o primeiro jogo de futebol no país. Na Várzea do Carmo, em São Paulo, uma partida entre ingleses e anglo-brasileiros, formados pelos funcionários da Companhia de Gás e da Estrada de Ferro São Paulo Railway. O amistoso terminou por 4x2, com vitória do São Paulo Railway.

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Wikipedia Search